O QUE BEM-ESTAR E TRABALHO TÊM EM COMUM?


Bem-estar Organizacional

Bem-estar é uma palavra composta por bem, cuja origem é bónus, implicando alta intensidade. E, estar é existir, viver. Contudo, a carga negativa da palavra trabalho vem de tempos imemoriais. Trabalho tem como origem no latim a palavra tripalium, designando o instrumento de tortura usado para controlar os escravos, isto no tempo dos romanos. Por tal motivo, sucesso e fracasso são – agora – os dois maiores impostores da sociedade contemporânea, convertendo a concepção do trabalho em algo doloroso. Isso tornou-se para o bem-estar bem mais grave que o fenómeno do desemprego.
Se a tradicional concepção de trabalho, seja como valor ou como transação, está ultrapassada, o papel do bem-estar e da ética nas organizações terá de ser, igualmente, repensado. Consequentemente, bem-estar e trabalho terão de ser debatidas do ponto de vista do ser humano que busca ativamente a felicidade, também, através do exercício profissional. Afinal, é lá que passamos grande parte do horário nobre de nossas vidas.

Para alterar o resultado torna-se imprescindível mudar as questões que nos farão avançar, muito em especial as que se relacionam com as nossas escolhas e relações profissionais, cultivando aquilo que é mais forte em cada um de nós. E, esse é um dos propósitos maiores do site do I-ACT.

Certo é que o bem-estar se transformou numa industria. Consequentemente bem-estar, em especial as terapias associadas, e o trabalho partilham, agora, de uma mesma energia. Então, passaram a depender do secretismo, o mesmo acontecendo já, diga-se erradamente, com a própria espiritualidade, a consciência e a religião. Deste modo desrespeitam a origem ancestral das emoções, dos sentimentos que lhe deram lugar enquanto meio natural do ser humano. Não deveria haver nada mais transparente, mais acessível a todos que estas emoções. A paz , a serenidade, a harmonia, a gratidão, a compaixão,..., são dimensões deste bem-estar que não deverão ser vistos , exclusivamente, como algo passível de negociação, algo que se possa comprar ou vender... Também nos negócios este secretismo leva à competição, afastando-nos da cooperação e da colaboração sincera.
Assim se funda a necessidade da prática espiritual/consciêncial - também - nas organizações.
Penso que é chegado o momento em que será útil reforçar a ideia que bem-estar é bem-existir, bem-viver. Para agilizar o processo propomos o Coaching e o Mentoring Evolucionário.

Featured Posts